Contra as políticas de desmonte da educação

A Associação Brasileira de Educação Médica manifesta, mais uma vez, seu repúdio às ações do atual governo que resultaram no contingenciamento de recursos afetando as verbas do Ministério da Educação.
As consequências imediatas para universidades federais, programas de residência médica e multiprofissional, programas de pós-graduação que recebem recursos federais para pagamento de bolsas, pesquisadores e, de forma talvez mais intensa, para alunos que contam com políticas afirmativas são graves.
Em período de final de gestão, considerando os desafios já impostos pelas políticas de austeridade do atual governo e cientes do “investimento” de verbas públicas no orçamento secreto, consideramos inadmissível esta atitude com foco no desmonte da educação e intenso reflexo na oferta de serviços de saúde e produção científica das instituições envolvidas.
Consideramos legítimas as manifestações das demais entidades e instituições comprometidas. Dizemos NÃO ao contingenciamento de recursos financeiros que impactam as políticas sociais!

Conheça a ABEM

Notícias Recentes

Eleições 2024

Acesse aqui a a lista de candidatos eleitos homologada pela comissão eleitoral para as Eleições Regionais da ABEM. A posse dos eleitos acontece…

ver notícia >